Um lugar para as pessoas vulneráveis

Minha própria fragilidade revelou que uma biblioteca não é apenas um serviço de referência: é também um lugar para os vulneráveis. Do cavalheiro idoso cuja única interação humana é com o pessoal da biblioteca, para a jovem mãe isolada que aprecia o apoio e a amizade que cresce de uma sessão de Baby Rhyme Time, para uma mulher de 30 anos movendo-se lentamente, coletando CDs, as bibliotecas são um paraíso Em um mundo onde os serviços comunitários estão sendo reduzidos a nada. Eu sempre soube que as bibliotecas são vitais, mas agora eu entendo que seu valor não pode ser medido por quantidade de livros.

Angela Clarke

Fonte: https://www.theguardian.com/commentisfree/2013/jul/20/libraries-books-place-for-vulnerable

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *